terça-feira, 30 de agosto de 2011

O Google É Do Mal?


No século passado, a iniciante Microsoft era considerada uma empresa promissora. Após um bom trabalho com linguagens de programação, conseguiu um fabuloso acordo com a IBM e tornou-se uma gigante. Imediatamente o seu telhado transformou-se em vidro, onde todos gostam de arremessar um pedra de vez em quando. Agora a bola da vez é o Google. Com uma ferramenta de busca que é quase sinônimo de internet (muitos usuários digitam os endereços dos sites pelo Google ao invés da barra apropriada no navegador), a empresa resolveu melhorar a experiência do usuário registrando as consultas efetuadas para aprimorar os resultados a serem exibidos. Assim se alguém que frequentemente procura por “médicos” fizer uma nova consulta sobre uma cidade digamos, o Google irá destacar os consultórios médicos do lugar, tentando antecipar as necessidades do usuário.
Prático, mas muita gente reclama que o Google está se apropriando de dados confidenciais. No mínimo isso pode significar uma enxurrada de spam na minha caixa de entrada toda vez que eu procurar algo para comprar. Certamente o Google não é a causa de todos os males desse mundo, mas também não é um santo inocente. É uma empresa em busca de lucro. Se você usa constantemente o mecanismo de busca, procure de vez em quando testar outras alternativas. Tente o Yauba, o DuckDuckGo ou o ixQuick. Afinal o preço de todos é o mesmo: zero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário