segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Dennis Ritchie


Todo mundo ficou sabendo da morte de Steve Jobs, certamente uma personalidade influente no mundo da tecnologia e, por extensão, na vida de todos nós. Mas ele não foi a única pessoa relevante do mundo dos computadores a nos deixar em outubro. Falecido aos 70 anos no último dia 12, Dennis Ritchie deixou um legado que, embora não tão visível aos olhos do grande público, é fundamental para o funcionamento de quase tudo que nos cerca hoje em dia. Ele criou a linguagem de programação C e junto com seu colega Ken Thompson conseguiu 'portar' o sistema operancional Unix para várias plataformas.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Se Isto Então Isso



Encontrar uma rede social hoje em dia é tarefa das mais fáceis. Existem redes para todos os tipos de gosto e necessidade. Redes para encontrar os amigos, para fazer conexões profissionais, pra jogar conversa fora... Difícil talvez seja atualizar todas ou então selecionar o que é verdadeiramente importante e que requer nossa imediata atenção. Há os chamados agregadores de redes, sites de onde é possível enviar texto e imagens para todos os nossos cadastros simultaneamente, porém tem coisas que podem ser vistas por nossos amigos e conhecidos e coisas que devem passar longe dos olhos dos nossos colegas de trabalho.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Pra Quê Esperar?


É uma indagação que faço todos os meses quando estou em uma fila no supermercado. Mercados, lojas e bancos principalmente já possuem sistemas de informação há décadas. Quando informatizamos um processo dentro de uma empresa o primeiro ganho imediato é a velocidade. Uma tarefa tediosa antes feita em minutos ou horas, agora pode ser feita em questão de segundos. Porém existe um ganho secundário que muitas vezes não é explorado pelas empresas que dispõe de atendimento informatizado.

domingo, 9 de outubro de 2011

Pense Diferente


“Esta é para os loucos. Os desajustados. Os rebeldes. Os encrenqueiros. Os pinos redondos para os buracos quadrados. Aqueles que vem as coisas de modo diferente. Eles não são amigos das regras. E não tem respeito pelo status quo. Você pode louvá-los, discordar ou citá-los, desacreditar, glorificar ou difamá-los. A única coisa que você não conseguirá é ignorá-los. Porque eles mudam as coisas. Eles inventam. Eles imaginam. Eles curam. Eles exploram. Eles criam. Eles inspiram. Eles levam a aventura humana adiante. Talvez eles tenham que ser loucos. De que outro jeito se pode olhar uma tela em branco e ver uma obra de arte? Ou, sentar em silêncio e escutar uma música  que ainda não foi escrita? Ou contemplar um planeta vermelho e ver um laboratório sobre rodas? Nós fazemos ferramentas para este tipo de pessoas. Enquanto alguns podem vê-los como os loucos, nós enxergamos gênios. Porque aqueles que são loucos o suficiente para pensar que podem mudar o mundo, são esses mesmos que conseguem.”

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Fogueira

A Amazon, maior vendedora de livros online do planeta, tenta, já faz tempo, entrar no mercado brasileiro. A grande dificuldade é a resistência das editoras nacionais em oferecer seus produtos com um desconto adicional, além daquele já oferecido aos sites brasileiros de venda pela internet. Como resultado deste impasse, a oferta de ebooks aqui é praticamente nula. Pra quem não sabe, ebook é a versão eletrônica do livro impresso, um arquivo que pode ser baixado para o computador ou um dispositivo móvel adequado para leitura. Como a venda de ebooks vai bem, a própria Amazon comercializa um aparelho, o Kindle, feito exclusivamente para este fim. Muitas pessoas achavam estranho adquirir um aparelho que realiza apenas uma função, e aí veio a grande jogada da empresa.