quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Google TV


Após alguns lançamentos complicados de produtos e serviços, o Google parece dar mostras de algum otimismo. Sua plataforma para celulares e tablets foi adotada por várias empresas e todo o mercado pensa que seja a única alternativa viável para enfrentar a Apple. Pois o Google agora quer mais, muito mais. Ele quer a sua TV. Nós últimos anos os aparelhos de televisão deram um salto muito grande: tela widescreen, imagem 3D, alta definição, acesso a internet... Mas o principal continua sendo invisível aos olhos: a distância tecnológica entre um computador e a TV hoje é praticamente nula. O Google propõe aos fabricantes um módulo a ser instalado nos aparelhos receptores já no próximo ano, a partir do segundo semestre.
Com este módulo instalado desde a fábrica, os usuários poderão navegar pela rede, fazer consultas (adivinhem com qual mecanismo de busca?), assistir filmes por demanda, tanto pelo YouTube, como pagos e instalar aplicativos. A ideia vendida pela empresa, que é realmente muito atrativa, é oferecer uma plataforma única para os desenvolvedores, envolvendo computadores, netbooks, tablets, celulares, e agora a televisão. Para quem programa e vende software é ótimo. Para quem utiliza também. Resta saber se os concorrentes, entre eles a Microsoft, não vão querer também a sua fatia nesta brincadeira. Espero que se resolvam logo, e sem iniciar um nova guerra de patentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário